en
Minigeração
Renováveis

Aspetos a ter em conta

Para garantir a rentabilidade, a escolha do kit deve ser feita de acordo com os seus consumos diários durante o período de produção solar.
Recomendamos que escolha um sistema para autoconsumo puro, em que a totalidade da energia produzida seja absorvida e consumida na instalação de utilização. 
As nossas soluções para autoconsumo são ajustadas às necessidades de cada  Cliente.

Nos Kits para autoconsuma até 1.500W (1,5kW):

Se o produtor NÃO PRETENDE INJETAR na RESP (Rede Elétrica de Serviço Público) a energia não consumida:
» Não necessita de contador
» Necessita de comunicação prévia à DGEG (Direçã-Geral de Energia e Geologia). Não tem taxas
» Preferencialmente, deve informar o ORD (Operador da Rede de Distribuição), para evitar problemas com o contador de consumo existente
» Não necessita de instalação por entidade qualificada
» Não necessita de seguro de responsabilidade civil

Se o produtor PRETENDE INJETAR na RESP a energia não consumida - Energia Produzida < ou = Energia Consumida:
» Necessita de contador bidirecional, com telecontagem
» Necessita de registo junto da DGEG - SERUP (Sistema Eletrónico de Registo da UPAC e da UPP). Taxa de 30,00€ - Certificado de Exploração
» Necessita de instalação por entidade qualificada
» Não necessita de seguro de responsabilidade civil
» Tarifário de venda - valor resultante da média aritmética simples dos preços de fecho do OMIE (Operador de Mercado Ibérico de Energia) para o mês em vigor (<0,04€/kWh)

© 2019 Circuitos. Todos os direitos reservados